Tudo sobre Diabetes

Imprimir

Síndrome Metabólica

Publicado em Diabetes

 

A Síndrome Metabólica, também conhecida como Síndrome X, se tornou uma das grandes vilãs do mundo moderno. Vem vitimando milhares de pessoas em todo o mundo. Atualmente estima-se que a prevalência da Síndrome Metabólica seja de 24% da população adulta e entre 50 a 60% na população acima de 50 anos, nos Estados Unidos.

Mas afinal de contas o que é essa síndrome?

Essa síndrome nada mais do é do que um conjunto de doenças e fatores de risco que aumentam incrivelmente as chances de uma pessoa sofrer de algum evento cardiovascular como infarto e AVC (derrame). Acredita-se que o fator principal do aparecimento dessa síndrome é a resistência à insulina. Dessa forma, todos os diabéticos e intolerantes a glicose (glicemia de jejum entre 100 e 126), devem tomar todas as medidas necessárias para não desenvolverem os demais critérios da síndrome.

Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) esses critérios são:

Presença de intolerância a glicose e diabetes mellitus mais dois ou mais outros componentes listados a seguir:

1 - Obesidade central - é a gordura acumulada na região da barriga. Sabe-se que esse tipo de obesidade tem papel direto na patogênese dessa síndrome, pois está profundamente associada à resistência à insulina. A relação cintura-quadril maior que 0,90 para homens e 0,85 para mulheres é um medidor fiel da obesidade abdominal.

2- Hipertensão Arterial - pressão arterial sistólica maior o igual 140mmHG e/ou pressão arterial diatólica maior ou igual 90mmHg (Pressão maior que 14x9)

3- Triglicérides elevados - acima de 150 mg/dl;

4- HDL colesterol baixo - menor que  40mg/dl em homens e menor que 50 mg/dl em mulheres

5- Microalbuminúria - excreção de 15µg/min ou relação albumina/creatinina na urina 30mg/g

Veja a melhor maneira de acabar com a obesidade central!

Veja a repercussão da obesidade na infância