Tireoide Não É Doença

tireoide-nao-doencaÉ muito comum acontecer a seguinte situação: Um paciente chega ao consultório, preocupado, e diz: "Doutor, eu estou com tireóide". Com certeza, o médico vai ficar feliz em ouvir isso, por um simples motivo: a tireóide é uma glândula e não uma doença.

A tireoide, ou tiróide, tem a forma de uma borboleta e localiza-se na parte anterior do pescoço, logo abaixo do pomo de adão. Essa glândula é responsável pela regulação de alguns órgãos importantes como o coração, o cérebro, o fígado e os rins. A tireóide também produz os hormônios T3 e T4, que são responsáveis pela regulação da taxa do metabolismo, ou seja, por todo o trabalho celular do organismo. Tais hormônios também afetam a taxa funcional de muitos outros sistemas do corpo.

Além disso, a tireóide tem um papel importante no crescimento e desenvolvimento de crianças e de adolescentes, na regulação dos ciclos menstruais, na fertilidade, no peso, na memória, na concentração, no humor e no controle emocional.

Os problemas realmente começam quando a tireóide não funciona corretamente. O órgão pode liberar hormônios em quantidade insuficiente, caracterizando o hipotireoidismo; ou liberar em excesso, no caso do hipertireoidismo. Essas são apenas alguma das doenças que podem ocorrer como conseqüência da irregularidade na tireóide, em qualquer etapa da vida.

A maioria das doenças de tiroide levam a aumento do seu tamanho ou a aparecimento de nódulos (ou caroços) na sua superfície ou interior.

Para que você possa detectar no inicio se a sua tireóide esta aumentada ou tem nódulos, o primeiro passo é fazer o autoexame. É um procedimento simples, que usa apenas um copo d'água e um espelho para executá-lo. Com esse material em mãos, siga os seguintes passos:

1. Segure o espelho e procure, no pescoço, a região logo abaixo do pomo de adão, popularmente conhecido como "gogó". Ali está a sua glândula tireóide.
2. Incline o pescoço para trás, para que a região fique mais exposta.
3. Beba um pouco de água.
4. Ao engolir a água, você fará com que a tireóide suba e desça. Cuidado para não confundir a tireóide com o pomo de adão, que está acima dela.
5. Observe se existe algum caroço ou saliência na região da tiroide ou se ela está muito grande, normalmente ela é quase plana.

Agora que você sabe que tireóide não é doença, aprendeu mais sobre essa glândula tão importante e como prevenir e diagnosticar alterações, não deixe de realizar o autoexame com freqüência. Em caso de alguma suspeita, procure um endocrinologista, que é o profissional especializado no assunto.

Tags:

Fale Conosco

Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida

Av. José Bonifácio, 1901 - Jardim das Paineiras - Campinas - SP,13092-305,Brasil

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

O que você procura?

Insulina Humana

A insulina humana (NPH e Regular) utilizada no tratamento de diabetes atualmente é desenvolvida em laboratório, a partir da tecnologia de DNA recombinante. A insulina chamada de ‘regular’ é idêntica à humana na sua estrutura. Já a NPH é associada a duas substâncias (protamina e o zinco) que promovem um efeito mais prolongado.

Análogo de Insulina

Um análogo de insulina é uma forma alterada de insulina, diferente de qualquer que ocorrem na natureza, mas ainda está disponível para o corpo humano para executar a mesma acção de insulina humana em termos de controle glicêmico.

Canetas Descartáveis

As canetas descartáveis, já vem carregadas com insulina e ao terminar seu uso são dispensadas e pega-se uma nova caneta, dispensa portanto a troca de refis, tornando o uso ainda mais simples.

Canetas Reutilizáveis

As canetas podem ser reutilizáveis, e que se compra o refil de 3 mL de insulina para se carregar na caneta. Neste caso é importante observar que as canetas são específicas para cada fabricante de refil.